CANIL BONNE SANTÉ

OPÇÕES
Pesquisa
Avalie meu site
Total de respostas: 61

Início » Artigos » Meus artigos

VACINA IMPORTADA X VACINA NACIONAL - DIFERENÇAS

VACINAÇÃO / VERMIFUGAÇÃO:


FILHOTES SÓ DEVEM SAIR NA RUA PARA PASSEAR 20 DIAS APÓS A ÚLTIMA VACINA TOMADA!!!

CÃES:
vacinas - múltipla (V8, V10 ou similar), tosse dos canis, anti-rábica e giardíase
- 45 a 60 dias:

1a. dose vacina múltipla*

vacina(parvovirose/ coronavirose)*

1a. dose vacina contra Giardia


vacina contra a Tosse dos canis

- 21 dias após a 1a. dose:

2a. dose vacina múltipla*

 

2a. dose vacina contra Giardia

- 21 dias após a 2a. dose:

 

3a. dose vacina múltipla*

- a partir de 4 meses de idade:

anti-rábica (anualmente)

 

*Aqui mostra todas as vacinas disponíveis no mercado. Cabe ao veterinário decidir o melhor esquema para cada animal.

A vacina contra giardíase deve ser aplicada em cães com 8 semanas de idade ou mais a 1ª dose, sendo que essa vacina não tem utilidade para cães que já estiverem infectados pela Giardia lambia. Os cães que nunca foram vacinados contra a giardíase deverão receber 2 doses da vacina. A segunda dose da vacina deverá ser aplicada entre 14 dias e 28 dias após a 1ª dose. Os cães só estarão protegidos 15 dias depois de terem recebido a 2ª dose da vacina. Após as 2 doses, a vacinação segue 1 vez por ano.

A vacinação contra leishmaniose deve ser aplicada em cães a partir de 4 meses de idade, saudáveis e soronegativos para Leishmaniose Visceral Canina. O protocolo completo deve ser feito com 3 (três) doses, respeitando o intervalo de 21 a 30 dias entre cada dose (aplicação). Após isso, a revacinação ocorre anualmente para manter a resposta imune.

A vacinação contra Traqueobronquite Infecciosa ("Tosse dos Canis") causada pela bactéria Bordetella bronchiseptica de ser aplicada em cães sadios, a partir de 8 semanas de idade, repetindo uma 2ª dose com intervalo de 2 a 4 semanas. A imunidade se inicia 21 dias após a administração da segunda dose. Recomenda-se a revacinação anual, em dose única.

Filhotes de mães vermifugadas: (cadela é tratada 10 dias antes da cobertura do macho)

Cães filhotes: 1ª dose aos 15 dias de vida, com reforço após 15 dias. Após este esquema, a vermifugação é mensal, até o sexto mês de vida. Em animais adultos, a vermifugação deve ocorrer de 4 em 4 meses.Filhotes até 3 meses usamos o vermífugo líquido Drontal puppy. Após pode se dar comprimido de acordo com o peso do filhote (Drontal Plus ou Top Dog).

Cães adultos:

Vermifugação é 2 à 3 vezes ao ano.

VACINA IMPORTADA
Achei muito interessante a quantidade de vacinas importadas...

http://www.petvacinas.com/news/marcas-de-vacinas/

Olha, eu não conheço empresa nacional que fabrique V10, conheço várias que fabricam V8.

A diferença pode estar em vários pontos:
- A conservação: Vacinas tem que ser conservadas em temperatura de 2-8ºC. Em clínicas veterinárias é obrigado por lei possuir uma geladeira só para medicamentos. Não sei se em casa agropecuárias também é.

Em todos os comércios com geladeira que tenham fins de conservação de produtos, é obrigatória a permanência de um termômetro que marca a menor e maior temperatura atingidas pelo refrigerador. Em clínicas veterinárias isso é controlado por vários órgãos do governo, inclusive pelo CRMV.
Se a geladeira esfriar ou esquentar além das temperaturas permitidas, todas as vacinas são obrigatoriamente descartadas.

Pode acontecer de que o proprietário de qualquer estabelecimento não queira perder as doses já pagas por ele após falta de energia elétrica (por exemplo). Então em qualquer um dos dois estabelecimentos você corre esse risco!

COM UMA DIFERENÇA, se as vacinas de uma clínica veterinária que foram aplicadas em vários animais não funcionarem, o veterinário que vacinou o animal pode ser processado! No caso da casa agropecuária, o dono do estabelecimento não terá responsabilidade pelas vacinas, quem terá essa responsabilidade é o médico veterinário assinou a carteirinha do seu cão! Não interessa se ele deixou o balconista da casa agropecuária aplicar a vacina ou não, se ele assinou a dose da vacina na sua carteirinha, ele será processado, e não o dono da casa agropecuária!

-Vacinas que são fabricadas no exterior recebem mais verbas para estudo de inativação dos microrganismos e desenvolvimento de adjuvantes, então as vezes eles possuem cepas diferenciadas, com uma atenuação ou inativação mais eficiente, as vezes possuem um adjuvante mais caro, mas ele ajuda mais a vacina.

O Adjuvante é uma substância que é adicionada ao conteúdo da vacina para melhorar a resposta imunológica do animal
Além das taxas de importação dos produtos. As que são fabricadas no Brasil não possuem taxas de importação.

Ter um veterinário o tempo todo pra aplicar as vacinas, examinar os cães antes de aplicar pra saber se não estão doentes, pois uma simples febrinha pode fazer com que a vacina não faça efeito, verificar todos os dias se a geladeira manteve a temperatura necessária para a conservação dos microrganismos e se for o caso descartar todas as doses já pagas pelo estabelecimento tem um preço!

Não significa que a vacina da casa agropecuária vá ser de má qualidade porque é nacional, ou porque é da casa agropecuária, mas se vc seguir todos os padrões necessário para conservação do produto justamente colocados para evitar fraudes, você não consegue ter lucro vendendo doses a R$10,00, você tem prejuízo!

Portanto a melhor maneira é vacina numa clínica veterinária e com importada!Nunca tive problemas com elas e todos os meus cães são saudáveis graças a Deus e a elas!

Categoria: Meus artigos | Adicionado por : dilminha (2014-07-29)
Visualizações: 2046 | Comentários: 2 | Tags: VERMIFUGAÇÃO, VACINA NACIONAL, VACINA IMPORTADA | Ranking: 4.0/1
Total de comentários: 2
0
1 Antonio Claudio   [Postagem]
Muito interessante as colocações .

0
2 dilminha   [Postagem]
Obrigada, se o sr tiverinformacoes pertinentes e quiaser compartilhar...estou sempre aprendendo.

Nome *:
Email *:
Código *: